Importância do controle de estoque para diminuir o desperdício

Importância do controle de estoque para diminuir o desperdício

Você já se perguntou porque ocorrem tantas perdas e desperdícios no seu estoque? Atualmente, esse tipo de problema é muito comum em empresas dos mais diversos setores que trabalham com a armazenagem de produtos. A questão principal quando se trata desse problema é: porque ele acontece e como acabar com isso?

Na maioria das vezes, as perdas e desperdícios ocorrem pela falta ou pela má gestão do estoque. Conhecer as origens do problema, nos possibilita traçar planos de ação que cessam esses prejuízos dentro do seu estabelecimento. Montamos aqui algumas dicas de como identificar os problemas no seu estoque e como mitigá-los.

Porque acontece?

  1. Produtos armazenados por muito tempo: itens de estoque parados significam perda de dinheiro, pois, se estão armazenados, não estão sendo vendidos então é um investimento sem retorno. O longo período de estocagem acarreta na perda de materiais, pois estes podem vencer, estragar, perder a qualidade e/ou se desgastar com o passar do tempo, além de ser um investimento parado.

  2. Produtos alocados em locais incorretos: se os itens não estiverem no lugar correto eles podem estragar ou perder a qualidade e além disso, podem ser dados como “em falta” quando na verdade estão presentes no estoque. Essa divergência leva os funcionários a comprarem novos produtos sem necessidade, causando desperdícios e compras desnecessárias.

  3. Falta de conhecimento acerca das entradas e saídas e da quantidade de itens presentes no estoque: a ausência dessas informações impede a gestão de forma efetiva, sem esses insumos não é possível controlar e utilizar o estoque de maneira eficiente. Essa falta de dados também prejudica as compras da empresa, que podem ser muito maiores do que deveriam ser.

  4. Falta de padronização de processos: isso faz com que haja uma perda de qualidade das atividades internas da empresa, acarretando em perdas e desvios.

E como faço para acabar com isso?

  1. Estabeleça um controle para que o estoque tenha a quantidade de ideal de itens. Defina a quantidade ideal de produtos e procure manter essas quantidades de produtos estocados de maneira sustentável para que não haja excessos ou faltas, aproveitando melhor os itens.

  2. Aplique o FIFO (First in first out). Este método é pautado na prática de que os itens que entram primeiro no estoque devem ser os primeiros a sair. Essa boa prática deve se tornar rotina na empresa e para isso, organização é essencial. Tal ação evita que produtos se desgastem, vençam ou estraguem, por ficarem muito tempo armazenados.

  3. Mantenha a organização do estoque com o objetivo de conhecer a localização de cada item e para que não hajam produtos alocados em locais incorretos. Uma boa prática para manter essa organização é criar etiquetas de identificação de estantes e de produtos para cada estoque da sua empresa.

  4. Crie fichas de controle de desperdícios que permitem documentar e especificar o motivo e a quantidade de desperdícios. Isso possibilita o entendimento do que mais gera perdas no estoque e assim, é possível identificar a origem do problema. Essa ferramenta te dará o conhecimento necessário para traçar planos de ação para cessar tais perdas e analisar de maneira mais precisa a sua empresa.

  5. Crie documentos e/ou planilhas de controle de entradas e saídas com o intuito de manter um controle de tudo o que entra e sai do seu estoque e ter conhecimento do destino e uso dos produtos, ou seja, saber para onde vai, como é utilizado e quanto. É necessário, também, ter a informação e o controle das quantidades atuais estocadas de cada item para que se possa fazer uma conferência, checando se a informação desse documento está de acordo com a realidade.

  6. Crie rotinas que assegurem que os produtos serão recebidos, registrados, armazenados e despachados de forma padronizada e correta e no momento ideal. Essas rotinas garantem que as práticas anteriores sejam mantidas e seguidas.

  7. Mantenha uma disciplina de renovação das ferramentas a fim de analisar periodicamente cada aspecto da empresa e cada setor para garantir que as boas práticas estão sendo seguidas e os resultados gerados.

Conclusão

O controle de estoque é uma ferramenta muito utilizada atualmente, visto que é um método muito simples e fácil de ser seguido para se tornar parte da rotina das empresa. Ele garante uma melhor utilização do estoque e certifica que nenhum produto será perdido, roubado ou desperdiçado.

A exposição dos problemas citados anteriormente demonstra a importância de manter um controle e uma gestão do estoque eficientes dentro de sua empresa, tendo em vista que este garante a diminuição de problemas, como perdas e desperdícios, que trazem prejuízos ao seu negócio.

Além disso, o controle de estoque visa garantir um maior conhecimento acerca das operações internas que tangem o funcionamento da empresa como um todo. Dessa forma, é possível entender mais a fundo a realidade da empresa e controlar melhor seu desempenho financeiro.

Sobre o autor

Grupo Gestão

Acreditamos na força do empreendedorismo. Dessa forma, buscamos fazer a diferença em nossa sociedade através de consultorias inovadoras, com o objetivo de alcançar melhores resultados para o seu tipo de negócio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem somos

Parte do Movimento Empresa Júnior, o Grupo Gestão é uma organização sem fins lucrativos, formada por alunos da Universidade de Brasília, com o propósito de impactar a sociedade através de uma consultoria empresarial inovadora.

BAIXE AQUI